23 de novembro de 2017

Xô, futum! Empresa lança dispositivo que avisa quando você está fedendo

Convenhamos: não há nada mais desagradável do que estar no ambiente de trabalho ou em qualquer outro lugar e ficar ao lado de alguém que não percebeu que o desodorante já venceu. Pensando nisso, a empresa japonesa Konita Minolta revelou que está trabalhando em um sistema que vai avisar ao usuário quando ele estiver nessa situação um tanto quanto incômoda.

Segundo informações que estão correndo a rede, o dispositivo em questão se chama KunKun Body, tem o tamanho de um gravador e pode se conectar ao smartphone por meio de conexão Bluetooth. Graças a essa conexão, o aparelho é capaz de captar três tipos de odores e informar ao usuário, por meio de um aplicativo, se ele já atingiu o “estágio gambá” ou se ainda está afastado dele.

O aparelho é capaz de captar três tipos de odores

O aparelho em questão foi testado por Daniel Hurst, repórter do The Guardian que cobriu o lançamento do dispositivo. Após uma caminhada de meia hora sob sol forte, o jornalista recebeu um aviso de que deveria tomar uma ação “imediatamente” para conter o mau cheiro.

“Procuramos por um dispositivo para medir o cheiro do corpo, e isso serviu apenas para confirmar que não há nada no mercado capaz de identificar diferentes tipos de cheiros. Isso nos fez pensar que essa seria uma oportunidade para um novo tipo de negócio e continuamos a seguir mais a fundo nessa ideia”, comentou Daisuke Koda, chefe de negócios da Konica Minolta.

Negócio de sucesso?

Curiosamente, a pesquisa que levou ao desenvolvimento do acessório foi feita no Japão, onde a regra número 1 de etiqueta no ambiente de trabalho é a preocupação com o odor corporal. Porém, as pessoas que moram por lá sentem vergonha de discutir isso com o responsável pelo odor.

“Vimos desafios que essas pessoas sabem que existem, mas que ninguém tem uma solução para resolvê-los”, ressaltou Koda.

Para aqueles que moram na terra do Sol Nascente, o Kunkun Body está disponível por meio de um financiamento coletivo por 30 mil ienes (cerca de US$ 265, ou aproximadamente R$ 850 sem taxas ou impostos). Até o momento não há planos de disponibilizá-lo em outros territórios, então por ora a única saída de ter algo assim seria tentando importar o dispositivo.