image071O IBAMA que multou indevidamente milhares e milhares de pessoas, com multas astronômicas (impagáveis), em cima de proprietários agropecuaristas e madeireiros, colonos, que ao receberem tais multas no primeiro impacto tivera vontade de chorar, em seguida (vendo que a mesma era impagável), dava uma baita risada e ai derrubava tudo que podiam e vendiam tal área e partia abrir outras para ganhar dinheiro, e assim continuam, pois sem CPF, não tem mais o que perder e precisam sustentar suas famílias. Em resumo as multas do IBAMA foi um câncer na Amazônia.

image072A ex-ministra do meio ambiente Marina Silva foi responsável, pela maior desastre ambiental da história da Amazônia, por má administração. “Ao assumir o Ministério do Meio Ambiente em um de seus primeiros atos, foi trancar todos os novos projetos de manejos sustentáveis”, mas liberava derrubada rasa (onde se derruba tudo). Como os madeireiros não conseguiam aprovar os projetos de manejos, entravam com projeto de derrubadas rasas. Só que para aprovarem tais projetos, tinham que deixar certo valor para o caixa de um partido político, conforme depoimento do executor do IBAMA, preso na operação sucupira em Sinop – Mato Grosso.

image073M.M.A. “Ministério do Meio Ambiente” este órgão é responsável pelo maior calote ambiental, não só do Brasil, como do mundo. Durante décadas, através do IBDF hoje IBAMA, cobraram, oito reposições de árvores por cada metro extraído da mata pelos honestos madeireiros. A exemplo: ao extraírem uma arvore de 20 metros cúbicos, eles pagaram 160 reposições de novas árvores, só que o ministério simplesmente não replantou e o ministério público, se cala diante deste tremendo crime.

image074ONG$ máfias verdes: Tais ONG$ na Amazônia são acusadas de tráfico de sangue indígenas, roubo na biopirataria, suspeitos de derrubadas e queimadas criminosas, para filmarem, depois denegrirem o povo da Amazônia pela mídia, intermediar vendas de madeiras e animais.

image075Ministério público federal: São chamados aqui de braço direito das ONGs Máfias Verdes, onde embargam por incrível que pareça na Amazônia, até “estudos de viabilidades de projetos” o que é incabível. A exemplo da hidrelétrica de Belo Monte. No campo de gás e petróleo de URUCU-AM, foi gasto mais de um bilhão de dólares a mais (e o povo brasileiro morrendo de fome), porque o IBAMA e o Ministério Público, não permitiram em abrir uma rodovia para levarem equipamentos pesados, socorros médicos e materiais até os devidos locais, com base na FRESCURA Ambiental, pois isto foge do racional. Conseqüentemente, ainda usam helicópteros de grandes portes com preços astronômicos para fazerem gasoduto e reparos.

image076Instituto Chico Mendes: As atividades deste órgão eram da competência do IBAMA, com a criação (cabide de empregos), desnecessária do mesmo, acabou acumulando mais algumas centenas de milhões de reais para o povo brasileiro pagar. Deveria ser extinta, para o bem e economia publica e desburocratização do sistema e supostos pedidos de propinas, conforme a imprensa.

image077Uma parte da mídia brasileira influenciada pelas ONGs Máfias Verdes, tem prejudicado muito a população da Amazônia com divulgações.


image078Vimos com lamento
atores como Christiane Torloni, Victor Fasano e Juca de Oliveira, também influenciados pelas ONG$ Máfias Verdes, 
(aquelas da farsa do aquecimento global), efeito estupra, digo, estufa (que o mundo ia acabar). Estes artistas com seus manifestos, denegriram a imagem de nosso povo da Amazônia, como se fossemos bandidos. Esta lamentável crítica, nos faz lembrar o início de suas próprias carreiras de atrizes e atores no Brasil, onde a população tratava as mesmas, como se fossem prostitutas e os atores como, homosexuais. Quando mais tarde, a sociedade viu que tudo não passava de uma arte. Assim é o povo da Amazônia, honestos e trabalhadores, gerando impostos legais e são tratados como ilegais e bandidos, quando na realidade são sim, “heróis anônimos“, pois graças a este povo é que a Amazônia ainda é brasileira.