image110Repetindo, na década de 1960 o Governo Militar Brasileiro, com medo da internacionalização da Amazônia, passou a convidar a população brasileira para que ocupássemos a mesma onde incentivavam a população pela mídia com duas celebres frases: “Vamos integrar para não entregar” em outra frase diziam: “Que venham os homens sem terras do Brasil, ocupar as terras sem donos da Amazônia”. A mesma foi ocupada a convite e não por acaso, portanto este povo, não são grileiros nem bandidos,“e sim, heróis anônimos, pois graças a ele, a soberania da Amazônia é brasileira”.

image111Para chegarem à Amazônia, chegavam a fazer milhares de kilometros, as estradas eram péssimas, sem a menor infra-estrutura nos trajetos. Muitos nem chegaram ao destino, tombaram pelas estradas, em desastres ou doenças tropicais, sepultados em covas rasas a beira dos caminhos, ai seguiam pais sem filhos, ou filhos sem pais, carregando com sigo a dor da saudade. Ao chegarem à Amazônia já na década de 1960 e com a ausência dos governos, as pessoas iam de comum acordo, se organizando e ocupando as áreas de terras, abrindo estradas, construíndo pontes, bueiros, escolas, igrejas, formando vilas e cidades, tudo com dinheiro próprio.

image112Tem pessoas há mais de quatro décadas na Amazônia, entre elas, muitas crianças que perderam a infância, a juventude, a esperanças e a fé, vejam só, Curtindo décadas e décadas de solidão. Um jovem que chegava com 20 anos na Amazônia, ele casava e ao longo de 40 anos, ele se torna PAI, AVÔ E BIS AVÔ e o governo ainda não documentou sua posse de terra. Depois de tudo isto, vem o mesmo governo, covardemente, criando reservas e parque em cima das propriedades dos mesmos. Quando não, ao entregarem o titulo da terra, ainda proíbem o proprietário (então já bis avô), de vender a terra por mais cinco anos.

image113Não tem nada, mas nada mesmo mais justificativo do que: “A fome e a miséria para romper qualquer lei“. A opressão em cima do povo da Amazônia, somado as gigantescas reservas e parques criados covardemente em cima de propriedades já estabelecidas; ainda, seqüestraram 80% das propriedades em reservas, aqui chamadas hoje de “terras de ninguém”, farão da Amazônia, sem sombras de dúvidas, a maior fornecedora de narcóticos do mundo. Aí sim, o Brasil e o mundo, chorarão mil vezes mais, do que nós choramos hoje, por tamanha opressão. Quem viver verá! Não esqueçam associadas às drogas, surgem às armas.

image114Caso o governo federal continue com a moratória sobre o desmatamento na Amazônia ou desmatamento zero, ele estará oficializando o plantio de cocaína e maconha em parques e reservas chamadas de “terras de ninguém” e em reservas particulares“, ou do próprio governo, pois a fome e a miséria rompem as leis. Ninguém veio para a Amazônia para catar coquinho. O Povo veio para trabalhar em prol do progresso, bem estar social, da Amazônia, do Brasil e educar seus filhos, dando condições condignas de uma sociedade.

image115Todo o proprietário que tem terras na Amazônia tem atualmente direito apenas de abrirem 20% de suas áreas, para lavouras ou pastagem, que se torna inviável os investimentos. Para tanto lutam para que este índice vá para o mínimo 50% de abertura. É bom lembrarmos que temos aqui pessoas, (filhos), “de todos os municípios” deste imenso e querido Brasil.

image116Ninguém vai pagar reserva de carbono na mata nativa amazônica, pois esta velhecida e é chamada aqui de mortas vivas. Tanto é que, mais de 30% destas árvores, estão morrendo, ocas e infestadas de cupim. A mesma quase não produz mais oxigênio.

image117Outra bomba relógio, segundo se sabe, a ONGs máfia verde WWF, juntamente com outras mafiosas, estão querendo criar 60 novas unidades de conservação, na área de influencia da BR. 163, entre Cuiabá a Santarém. Como o povo da Amazônia não suporta e não aceita mais tais intromissão destas ONGs e caso os políticos em geral não intervirem, poderão pipocar (em protestos), incêndios em todos os quadrantes desta querida Amazônia. Apenas um palito de fósforo na seca, riscado no lugar certo, na hora certa, fará muito mais estragos do que muitas guerras juntas. Apenas meias dúzias de plantadores de arroz fizeram uma batalha em Roraima., imaginem 25 milhões de amazônicos o que poderão fazer.

image118Nos assentamentos do governo federal da Amazônia, são proibidos de construírem banheiros de alvenaria, este povo sofrido, vem a décadas tendo que tomar banho e fazerem suas necessidades fisiológicas, fora de suas casas. Na mesma hora, se um fazendeiro mandar um peão roçar no fim de sua fazenda, ele por lei, tem que mandar outro empregado junto, levando um banheiro químico para urinar, caso contrário o fazendeiro é enquadrado como trabalho escravo.

image119De um modo geral os sem terras na Amazônia não são assentados pelo governo federal, mas sim, as pessoas, são DEPOSITADAS nos assentamentos, como se fossem uma mercadoria, imunes as intempéries das chuvas, vento, frio ou sol. Isto é um crime. E o ministério publico? O ministério do trabalho? Cadê, mas atendem vergonhosamente tais ONGs.

image120Na construção da BR. 163 (Cuiabá – Santarém) num determinado trecho, vai custar aos cofres públicos R$. 36.000.000,00 a mais, por ser proibida a exploração de rocha, pela mesma (rocha), estar dentro da (recente) reserva (Flona do Jamanxim) criada arbitrariamente num escândalo sem precedente, onde até o Banco Mundial está aro lado no crime. Ai pergunta-se: Que prejuízo da à natureza tirar pedra de uma rocha por estar numa reserva? Enquanto isto falta dinheiro para, estradas, educação,remédios, segurança e saúde.

image121Esgoto: 51% dos brasileiros têm rede de esgoto, o povo da Amazônia é contemplado com apenas 9,74% (É ou não é descriminação?). Discriminação não é crime?

image122A tuberculose de um modo geral no Brasil, atinge26 pessoas cada 100.000 habitantes, na Amazônia atinge 64.4%.


image123Crianças da Amazônia
, 10% das mesmas que estão na idade escolar, estão desnutridas.


image124Um terço dos 100 municípios
com os maiores números de homicídios do Brasil se encontra na Amazônia, devido o desemprego causado 
pelo setor extrativista, como também pela insegurança com as desapropriações indevidas de terras pelo governo federal, para reservas e parques.

image125Na Amazônia temos 260 termelétricas em funcionamento. Queimam seis milhões de toneladas de gás carbônico por ano. Na mesma hora em que tais ONGs Máfias Verdes, criticam as termelétricas, criticam também construção das hidrelétricas “ENERGIA LIMPA” tais como a de Belo Monte-Pará, na Amazônia, que vai ser a maior hidrelétrica brasileira, pois Itaipu é bi-nacional e vai ser a 3ª maior do mundo, como também as do Rio Madeira em Rondônia.

image126Na Amazônia a população tem muitas dificuldades para chegarem ao recurso em seus municípios. A exemplo, o último morador do município de Altamira no estado do Pará divisa com Mato Grosso na BR-163, tem que percorrer mais de, MIL E DUZENTOS QUIILOMETROS para poder chegar a sede de seu município. É ate difícil acreditarem, mas é.

image127O que é protocolo: Na Amazônia é considerado um pré-contrato de compra e venda de terra do governo. Quando as pessoas se apropriavam (a convite), de uma área de terra, preenchia um cadastro dando todas as coordenadas da terra, dentro das normas e protocolavam. O governo de sua vez, ao reconhecer a legalidade da ocupação, passava a cobrar os impostos de ICR e ICCR. Mais tarde, o INCRA ia ao determinado ocupante, fazia vistoria e emitia um carnê no valor da terra, para o adquirente pagar. Depois de pago, o governo entregava o titulo da terra, só que muitos que pagaram, não receberam o titulo.

image128Na época do governo militar, após vistoriarem a terra a titulação da mesma levava trintas dias para serem entregues ao ocupante comprador, hoje quando sai rápido, leva oito anos, quando não, 40 anos ou mais. Como diz um dos maiores jornalistas brasileiro Boris Casóy, “isto é uma vergonha”.

image129O próprio governo federal através do INCRA mandava os assentados derrubarem a mata “dos rios para fora do mesmo”, dizendo proteger os assentados da malaria. Razão do desmatamento junto aos rios, o que foi um grande erro ou crime, mas do governo federal.

image130O mesmo governo federal atraves do INCRA entregou milhares de lotes aos assentados com documento assinado pelo órgão dizendo a exemplo: Que a venda era de 100 hectares, mas que estava entregando somente 50 hectares, o qual o assentado tinha direito de abrir toda a área, pois os outros 50% que seria a reserva legal (da época), o governo destinaria coletivamente em outro local. Portanto colonos que abriram suas propriedades em 100% estão 100% dentro da lei. È direito adquirido e agora o próprio governo, quer que, o agricultor replante parte da mata.

image131Invasão na Amazônia. A mineradora inglesa, anglo American, uma das maiores mineradoras do mundo está investindo 9,4 bilhões no chamado projeto Jacaré, localizado no município de São Felix do Xingu, Sul do Pará. Numa jazida de níquel avaliada em torno de 495 bilhões de toneladas de minério saprolítico e laterítico, com teor médio de 1.19% de níquel. Extraindo 350 toneladas de piro metalurgia, 47 mil toneladas de níquel eletrolítico, e mais 5.400 toneladas de cobalto.

image132O investimento externo é bem vindo, mas o que assusta é a forma como vem, onde a exemplo seguidamente aparece na Amazônia o tal Príncipe Charles, segundo a imprensa é patrão de ONGs máfias verde, se metendo na soberania brasileira, onde tudo mapeiam registram e patenteiam. A exemplo, a maior e mais pura fonte de água mineral do mundo esta na Amazônia e já esta registrada em mãos estrangeiras. Tem reservas criadas pelas tais ONGs onde brasileiro nem um entram. Mais de5 milhões de hectares já estão em mãos de estrangeiros.

image133Todos os brasileiros pensam que o povo que aqui vive (na Amazônia) é uma sociedade desorganizada, cidades sujas, infra-estrutura precária, povo pouco culto, vivendo no meio de índios e animais selvagens, mal arrumados, queimados pelo sol. Numa mentalidade, completamente inversa a realidade em que vivemos.

“QUERER CUMPRIR AS LEIS IMPOSTA ARBITRARIAMENTE EM CIMA DO POVO DA AMAZÕNIA É NO MINIMO, UM ATO DE COVARDIA” – Benito.