23 de novembro de 2017

Por que a maioria das lojas online não aceita débito como pagamento?

esde que a internet se popularizou entre as pessoas no mundo todo, uma das áreas que mais cresceu foi, sem dúvida, a de comércio eletrônico. No começo, os usuários desconfiavam das transações feitas na rede, com medo de golpes ou falhas de segurança que pudessem revelar seus dados bancários, mas, hoje em dia, essa atividade é algo bastante comum, visto que os sistemas para proteger os clientes melhoraram muito.

Se você costuma comprar coisas pela internet, já deve ter se deparado com as formas de pagamento dos sites e se perguntado: por que a maioria das lojas online não aceita débito como pagamento? Geralmente, o que se utiliza é o cartão de crédito do cliente ou até mesmo pagamento via boleto bancário, mas o cartão de débito acaba sendo ou esquecido ou apareceu apenas recentemente como opção para os usuários.

Para descobrir ou, pelo menos, tentar esclarecer esse mistério, fizemos uma investigação pelas lojas online mais populares no Brasil. As respostas, porém, são mais simples do que pensávamos (sim, o mistério tem mais de uma solução).

Crédito vs. Débito

Existem algumas vantagens para os sites que aceitam cartões de crédito para pagamento: o processo é muito rápido, fazendo com que as compras sejam confirmadas em poucos minutos

Vamos começar pelo começo: a grande maioria dos sistemas de compra pela internet vieram, inicialmente, de países como os Estados Unidos, onde o cartão de crédito é bem mais popular que o de débito na hora de comprar, inclusive em lojas físicas. Com isso, dá para burlar a conta corrente se ela ainda estiver no vermelho, pois a fatura só precisa ser paga no fim do mês, isso sem contar os parcelamentos possíveis no crédito.

Nada mais natural do que levar o popular meio de pagamento para a internet assim que as transações na rede começaram a ficar mais populares. E quando esse tipo de compra veio parar no Brasil, ele herdou os sistemas de cobrança dos sites de fora, que usavam apenas o cartão de crédito.

Existem algumas vantagens para os sites que aceitam cartões de crédito para pagamento: o processo é muito rápido, fazendo com que as compras sejam confirmadas em poucos minutos. O sistema de segurança das transações é mais consolidado e, portanto, mais confiável. Não é necessário inserir nenhuma senha, nem acessar o ambiente do seu banco online, o que diminui muito a burocracia da compra e melhora a experiência do usuário.

Queremos débito

A exigência dos clientes, no entanto, acabou forçando muitos sites a adotarem o cartão de débito como forma de pagamento. Assim, empresas especialistas em segurança e em transações digitaispassaram a desenvolver uma maneira confiável de os clientes realizarem pagamentos diretamente no débito, sem ter o incômodo de se dirigir a uma agência bancária ou mesmo acessar separadamente seu banco online para pagar um boleto. Possui um e-commerce? A Tray te mostra 11 dicas sobre formas de pagamentos de sua loja virtual Patrocinado 

É necessário acessar o ambiente do banco online do comprador e exigir uma senha, mas as interfaces e os sistema de segurança estão muito mais amigáveis hoje em dia

Para o cliente, algumas vantagens: você tem um controle maior dos seus gastos, visto que suas compras são debitadas imediatamente em sua conta, evitando o “fator surpresa” da fatura do cartão de crédito no fim do mês. Ainda assim, para que essa transação seja realizada, é necessário acessar o ambiente do banco online do comprador e exigir uma senha, mas as interfaces e os sistema de segurança estão muito mais amigáveis hoje em dia.

Burocracias complicadas

A inserção de dados, como números de agência, conta, senha do cartão, senha da internet, código de verificação e muitos outros, pode comprometer a experiência de compra

Um pouco do que impede também a adoção em massa da cobrança por cartão de débito em lojas online são burocracias do Banco Central em relação ao acesso às contas pela internet, o que é obrigatório, enquanto que no crédito é apenas o cartão (e a operadora de sua bandeira) que é utilizado.

A inserção de dados, como números de agência, conta, senha do cartão, senha da internet, código de verificação e muitos outros, pode não apenas comprometer a experiência de compra e fazer o cliente desistir da transação, mas também colocar em risco sua segurança, visto que todos esses dados, caso extraviados, podem dar acesso a toda a sua conta bancária.

A praticidade do crédito

O cartão de crédito também pode ter seus dados extraviados e usados para fraudes, mas tudo é muito mais fácil de ser corrigido nessa forma de pagamento. Além de haver todo um registo de atividade que pode ser usado para comprovar se uma compra foi realmente feita por você ou se é resultado de um golpe, os estornos podem ser feitos com muito mais praticidade.

Se for necessário devolver um valor para um cliente, seja por fraude ou por devolução de um produto comprado, basta a bandeira do cartão colocar o crédito de volta em sua fatura e pronto

Isso acontece porque lojistas recebem os valores das bandeiras de cartão de crédito apenas 30 dias após a compra ter sido feita, ou seja, durante o período de um mês, o dinheiro que você teria pago em uma compra online está em posse da operadora de cartão. Caso aconteça algum problema, a empresa pode bloquear o repasse até que tudo esteja resolvido com a loja.

Se for necessário devolver um valor para um cliente, seja por fraude ou por devolução de um produto comprado, basta a bandeira do cartão colocar o crédito de volta em sua fatura e pronto: muita burocracia é evitada dessa maneira.

Algumas vantagens do débito

Apesar de já estar sendo muito mais usado em ambiente online, o cartão de débito ainda precisa de muito para se tornar popular na internet como é no mundo real. Pensando nisso, existem algumas vantagens que os lojistas podem ter caso adotem esse meio de pagamento.

Com o débito, o comerciante recebe o pagamento pelas compras imediatamente, sem precisar aguardar os 30 dias que as empresas operadoras de cartões de crédito levam para repassar o dinheiro. As taxas para se utilizar o débito também são mais baratas para o vendedor, visto que esse sistema não possui algumas vantagens que o crédito traz, como o parcelamento de compras, o que poderia estimular mais negociações.

O problema com os boletos é que o processo ainda é mais demorado do que o débito e ele gera uma falsa demanda de venda para o lojista

O débito também é melhor para a loja online do que o boleto, que é o sistema geralmente usado para pagamento à vista no qual o dinheiro é tirado diretamente da conta do cliente para o comerciante. O problema com os boletos é que o processo ainda é mais demorado do que o débito e gera uma falsa demanda de venda para o lojista, quando o cliente realiza a compra, emite o boleto e não efetua o pagamento.

Seja como for, a adoção – mesmo que lenta – do cartão de débito é muito vantajosa para os clientes online: mesmo que não seja o meio favorito de pagamento, acaba sendo uma ótima alternativa para quem quer fugir da confusão que os cartões de crédito podem gerar.