Regime norte-coreano anunciou que irá estudar a possibilidade de um ataque com míssil a uma base militar dos EUA em Guam, no Pacífico.

O Secretário de Estado americano, Rex Tillerson, disse nesta quarta-feira, não acreditar que haja qualquer ameaça iminente da Coreia do Norte, inclusive ao território americano da ilha de Guam. Segundo Tillerson, que passou brevemente pela ilha do Pacífico, os americanos “podem dormir bem à noite” e não devem se preocupar com a retórica norte-coreana dos últimos dias.

Na terça-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou a Coreia do Norte com “fogo e fúria nunca vistos antes pelo mundo” se continuar a intimidação a Washington. Em resposta, o regime norte-coreano anunciou que irá estudar cuidadosamente a possibilidade de um ataque com míssil a uma base militar dos EUA em Guam.

Tillerson minimizou rumores de que os EUA estariam mais próximos de uma opção militar. De acordo com Tillerson — que falou a repórteres durante voo da Malásia a Washington, com uma parada para reabastecer em Guam —, nada do que ele tenha visto no último dia muda a situação dramaticamente.

Falando a repórteres antes de pousar em Guam, o secretário disse que a Coreia do Norte elevou sua retórica ante a oposição internacional a seu programa nuclear. “O que o presidente está fazendo é enviar uma mensagem firme à Coreia do Norte na linguagem que Kim Jong-Un compreende, porque ele não parece compreender a linguagem diplomática”, disse Tillerson.

(Com Reuters e agência Estado)