“Vivemos uma era em que o tempo não para”, esta é a expressão muito comumente usada nos dias de hoje. Mas se hoje, o tempo não para é porque outrora nunca parou ou tínhamos mais domínio desse tempo, ao contrário de hoje, que ele nos controla muito mais que antes?

Como para nós, humanos, nosso tempo coincide com nossa vida, ou seja, o meu tempo é a minha vida, para ser dono da minha vida, tenho que ser dono do meu tempo. É por isso que o patrão compra o meu tempo; por isso se diz “jornada de trabalho”: é meu tempo que é comprado. Um contrato de trabalho é um contrato de venda do meu tempo para alguém.

Principalmente nas grandes cidades, de maneira geral, cada vez temos menos tempo, porque gastamos horas no deslocamento para uma atividade útil. E a utilidade não está no deslocamento, mas no que vamos fazer quando chegamos a nosso destino. Na grande São Paulo, por exemplo, um professor que vá dar três horas aulas na USP, talvez gaste facilmente duas horas ou até três para ir e voltar de sua residência. Isso leva as pessoas a um esgotamento de energia, um esgotamento mental e, por fim, na prática, elas não têm mais tempo para convivência, principalmente familiar. A conclusão que se chega é que a sociedade, principalmente nos grandes centros, está entrando em COLÁPSO. As Metrópoles estão virando Necrópolis. A maior parte das grandes cidades está partindo nessa direção.

A grande possibilidade que ainda temos é “um horizonte desafiador” na cidade, no campo, na nação, na ecologia que hoje se chama SUSTENTABILIDADE. A necessidade que temos hoje é fazer POLÍTICA para não PERECER. Esse é o combustível de toda e qualquer AÇÃO que se possa proceder para melhorar o MUNDO. A POLÍTICA como um instrumento de otimização de nosso tempo. Através dela podemos aproveitar melhor nosso TEMPO, através das ações públicas que facilitem a vida e o direito de IR e VIR da sociedade.

O que dizer da falta de tempo com a FAMÍLIA, que é o bem mais precioso que o ser humano pode ter. Vivemos um tempo, em que o TEMPO nos torna reféns de nossa própria LIBERDADE. Quando a sociedade, através de sua justiça, quer punir alguém por algum crime, condena esse alguém a prisão, não é mesmo? Retira-se o bem mais precioso que a vide lhe proporcionou, “A LIBERDADE”, e todos nós hoje sofremos esse verdadeiro COLÁPSO, a falta de TEMPO.

Em casa a MÃE não tem muito tempo para EDUCAR o filho, manda-o para a escola ou creche, que não EDUCA, desenvolve seu CONHECIMENTO. O PAI não tem muito tempo para entreter o filho, ele busca alternativas fora da FAMÍLIA, e aí é onde mora o perigo. O AMIGO às vezes não tem aquele tempo para ouvir o desabafo, que seguramente seja para aliviar nosso STRESS, provocado pela correria contra esse TEMPO, que nos escraviza e tortura.

Aqui vale aquela máxima: “O TEMPO É O SENHOR DA RAZÂO”. Muitas vezes as cicatrizes deixadas pela falta de tempo em nossa vida, talvez seja um alerta divino para que nós administremos melhor nosso TEMPO. Viva o seu TEMPO hoje e não perca jamais sua LIBERDADE, que é a condição mais divina que sua vida lhe proporciona. Pense nisso!!!!!!

Bem amigos, por ora é só, mas desde já fico na espreita de nosso próximo encontro aqui neste espaço, “CANTINHO DA REFLEXÃO”. Um abraço a todos!!!!