Tiroteio na UPA Morada do Ouro deixa 5 feridos e causa pânico – veja fotos e vídeo

Um tiroteio na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA do bairro Morada do Ouro), em Cuiabá, na tarde desta terça-feira (13), deixou 5 pessoas feridas e causou pânico na unidade de saúde. As informações policiais apontam que criminosos invadiram o local para tentar resgatar um preso que foi levado até a UPA para receber atendimento médico.

Dentre os feridos, estão o agente prisional Dirley de Pinho Pedro, 34, com duas perfurações na perna, o bebê de 6 meses, Vitor Hugo Camargo Martins, atingido nas costas, a mãe dele, Estefani de Camargos Santos, 21, atingida no braço esquerdo, Dayana da Silva Romão, 33, que foi atingida no tórax e a enfermeira Rosimeire Sousa da Silva, 51, com uma perfuração na perna.

As informações foram confirmadas ao Gazeta Digital pelo coronel da Polícia Militar, Henrique Santos. Informações preliminares apontam que bandidos entraram atirando na unidade atrás de um preso, identificado como José Edmilson Bezerra Filho, que estava em atendimento.

As vítimas foram socorridas e levadas para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá para receber atendimento médico. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde das vítimas é estável. A secretária de Sáude, Elizeth Lúcia de Araújo, foi até UPA Morada do Ouro e acompanha a situação de perto. 

Após o tiroteio foi solicitado reforço policial e diversas viaturas se deslocaram para a unidade de saúde. O vídeo abaixo gravado pelo jornalista Carlos Dorileo mostra a movimentação das viaturas policiais na UPA. 

Conforme informações da Rondas Ostensívas Tático Móvel (Rotam), o preso não foi resgatado. José Edmilson é um criminoso com histórico criminal extenso por crimes de homicídio, tentativa de homicídio e tráfico de drogas cometidos na cidade de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá). O eletricista se encontra detido no Centro de Ressocialização de Cuiabá, segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

A Polícia Militar recebeu informações com as características de um dos veículos usados pelos criminosos e realiza rondas na região à procura dos suspeitos. Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) também participam das buscas aos criminosos.