A Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Guarantã do Norte/MT, Sandra Melo, fez um relato sobre o sindicato e disse que para 2018 a expectativas são das melhores e o fortalecimento da classe será muito bom.

Segundo a presidente, no ano de 2017 não houve muito avanço na entidade, devido que o município de Guarantã do Norte, depende da regularização fundiária, para que sejam liberadas as linhas de financiamento e com isso o trabalhador rural possa ter melhorias nas suas propriedades.

Para o ano de 2018, ela vê com bons olhos principalmente, pelo motivo que, o MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), já iniciou os trabalhos da regularização fundiária no município e com isso tem-se a esperança de que este ano, tenha mais propriedades tituladas, além de outros benefícios que o governo irá desenvolver para os pequenos agricultores.

Sandra Melo ainda destacou que, o Sindicato tem uma grande parceria com o MDA, INCRA e outros órgãos onde o homem do campo possa precisar para as questões de regularização fundiária. “Além das questões fundiárias o associado também encontra aqui no sindicato toda uma assessoria jurídica, atendimento sobre processo de aposentadoria, auxilio doença, enfim, tudo que o agricultor necessitar. Estamos aqui à disposição para sanar todas as duvidas dos nossos associados”, informou a presidente.

Ela também afirmou que o sindicato orienta o homem do campo sobre todos os tipos de linhas de créditos disponível no banco para a classe. Além de orientações sobre as novas normas das questões trabalhistas e processos para aposentadoria rural e auxilio maternidade.