A ACEG Associação Comercial e Empresarial de Guarantã do Norte/MT, na pessoa do seu Presidente Hermes Olnei, junto com sua diretoria, proclamou a população e o comercio em geral, para uma passeata, em prol ao manifesto dos caminhoneiros, na segunda-feira. Mais de 3 mil pessoas estiveram presentes no ato. Grande parte do comercio fecharam as portas após as 15:00, patrões e funcionários estiveram presentes na passeata, todos com o uniforme da empresa em que trabalham a maioria portando bandeira do Brasil e cornetas.

O ponto de concentração da passeata, foi em frente a Praça da Cultura no centro da cidade e seguiu para a saída da Cidade, sentido ao Estado do Pará, pela BR 163 até o ponto de apoio dos caminhoneiros, onde a maioria estão parados.

O presidente da ACEG em discurso, agradeceu e parabenizou a população, empresários e funcionários que atendeu o chamado da ACEG e que todos estão abraçando a causa. “todos nós temos de ser solidários com nossos irmãos caminhoneiros, porque não é só eles que estão sofrendo, nos também sentimos a alta dos combustíveis”, relatou o presidente da ACEG, Hermes.

Hoje em Guarantã do Norte há mais de três mil caretas paralisadas, a espera de uma solução positiva por parte do governo federal. Todos os postos de combustível do município estão sem o produto, vários proprietários de veículos já estão com seus carros parados por falta de combustíveis. Alguns itens já começam a faltar nos supermercados. Algumas faculdades como a UNIFLOR suspendeu as aulas por falta de combustível, já que a entidade de ensino oferece transporte para os alunos de várias cidades vizinhas.