Caminhoneiros mantém protesto e fazem 10º dia de manifestação, na manhã desta quarta-feira (30), em dois pontos da BR-163, em Matupá e Guarantã do Norte. 

O protesto teve início na segunda-feira (21), contra o reajuste no preço do combustível anunciado pela Petrobrás.

Em Matupá, a população fará a partir das 16h um ato público, na BR-163, onde os caminhoneiros estão paralisados, em apoio a greve.

A paralisação dos caminhoneiros que dura duas semanas, afetou o movimento no comércio do Portal da Amazônia. 

Na manhã desta quarta-feira, o Olhar Cidade visitou alguns comércios, como postos de combustíveis e revenda de gás de cozinha, os quais estão com as portas fechadas devido à falta de produtos. Nos mercados da região produtos alimentícios já estão em falta.

Com os ânimos baixo e sem combustível para andar o brasileiro está gastando menos, aguardando ansioso uma solução para toda essa situação.

Diante disso, muitas pessoas estão tendo dificuldades de trabalhar, alunos de estudar, frigoríficos de abater e alunos de faculdades de se deslocarem.

Os caminhoneiros autônomos querem continuar com as paralisação e pedem o fim do PIS, COFINS e a CID. Portando a paralisação vai continuar em Matupá e Guarantã do Norte e ainda outros pontos no Estado de Mato Grosso.