Aumento na conta é independente de bandeiras vermelha e amarela; Reajuste foi aprovado nesta terça-feira.

Se já pesava antes, agora vai doer ainda mais. A partir de domingo (8), os mato-grossenses passarão a receber uma conta de energia 13,98% mais cara. Trata-se de uma Revisão Tarifária Periódica (RTP) autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O valor, que é superior ao que havia sido apresentado em fevereiro, foi aprovado durante a  10ª Reunião Pública Ordinária da Diretoria de 2018, que aconteceu em Brasília, nesta terça-feira (3).

Além do aumento para as residências, que representam mais de 77% das unidades consumidoras em Mato Grosso, contabilizadas em 1,3 milhão, em 141 municípios, um novo valor também foi anunciado para quem utiliza ligações em alta tensão. Esses usuários passarão a pagar 5,94% a mais.

No início do ano, uma audiência pública, realizada em Cuiabá, debatia a proposta de aumento de 10,64% para residências, ou seja, consumidores de baixa tensão. No entanto, o valor aprovado superior ao proposto.

A Aneel explicou que a revisão tarifária periódica, que acontece a cada cinco anos, leva em consideração os custos e investimentos para a prestação dos serviços de distribuição de energia.