A guarnição da Polícia Militar do município de Nova Guarita foi acionada por volta das 18hs deste domingo (27-05), pelos profissionais da saúde que estavam de plantão no Pronto Socorro. A denúncia relatava que o suspeito S.L.D.C (56 anos) teria agredido a esposa e que o mesmo estaria extremamente alterado tumultuando o atendimento da unidade hospitalar.

Ele foi conduzido sem algemas e sem o uso de força para o quartel da Polícia Militar daquele município, momento em que o mesmo se revoltou e começou a disparar chutes e arremessar objetos contra a guarnição. Momento em que os policiais tiveram que usar o uso da força para conseguirem algema-lo.

Durante todo o procedimento o mesmo desferia vários palavrões de baixo calão aos militares, em determinado momento o mesmo começou a ameaça-los, dizendo que assim que fosse solto iria acabar com a vida dos policiais que lhe prenderam.

A esposa com medo de uma possível vingança do marido relatou aos policiais que o suspeito tinha armas guardada em casa e solicitou que a guarnição fosse até a residência apreender as armas, pois a mesma temia por sua vida.

Chegando no local foi encontrado duas espingardas, sendo uma calibre 20 sem número com capacidade para dois canos e três cartuchos intactos, e a outra uma calibre 22 com 05 munições intactas e 02 carregadores.

Diante dos fatos o suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Terra Nova do Norte onde irá responder por Maria da Penha, desacato e ameaças aos policiais e porte ilegal de arma de fogo.