A equipe da força tática que estava apoiando o policiamento no parque de exposições de Guarantã do Norte (ACRITÃ) foi informada por populares que um rapaz trajando camisa social branca estaria comercializando substância análoga a êxtase (vulgo bala).

Rapidamente os policiais localizaram o indivíduo com as mesmas características, a qual se procedeu a abordagem e a busca pessoal, localizando então no bolso de suas calças o referido material entorpecente, contendo em uma embalagem plástica duas unidades do material ilícito.

Após a localização dos entorpecentes, o suspeito identificou-se como soldado da Força Aérea brasileira, pertencente ao Campo de Provas Brigadeiro Veloso (C.P.B.V).

Dessa forma a equipe da Polícia Militar informou ao oficial responsável do policiamento no parque de exposições, pelo fato de estar envolvendo um militar, o mesmo entrou em contato com o fiscal de dia, Subtenente da unidade em que o suspeito serve, e repassado a situação, para que informasse aos seus superiores para que comparecesse a delegacia de polícia civil de Guarantã do Norte para tomar as medidas cabíveis quanto ao militar envolvido no tráfico de drogas.

O soldado foi entregue às autoridades militares da Força Aérea Brasileira.