A Polícia Civil descobriu que Wagner Henrique de 25 anos, preso pela Polícia Militar nesta quinta-feira (10/05) acusado de tráfico de drogas em Guarantã do Norte, ontem à noite, também estava com mandado de prisão expedido pela juíza da Primeira Vara Criminal da Comarca de Sinop, Rosângela Zacarkim dos Santos, por envolvimento no homicídio de Rafaela Garcia Simões, 21 anos, no município de Santa Carmem, no ano passado.

Ele e outro acusado já haviam sido presos pelos militares, durante rondas no bairro Jardim Violetas, em Sinop. Ao fazerem a abordagem, os policiais constataram o mandado de prisão em aberto. O outro suspeito, que tem 21 anos, foi localizado em um lava-jato na área central.

O corpo de Rafaela foi identificado por meio das impressões digitais. Ela foi encontrada, pela Polícia Militar, que realizava rondas pela região quando percebeu um forte odor. Ao verificar, encontrou o cadáver em um terreno baldio. Ela foi sepultada em Santa Carmem.

De acordo com o processo, a vítima por várias vezes, teria delatado os locais em que funcionavam como “bocas de fumo”, o qual culminou na prisão da genitora de um dos acusados, que decidiram matá-la. Iniciaram a prática do crime permanecendo todo o dia na companhia de Rafaela e frequentaram vários bares da cidade.

Após isso, no período da noite, a conduziram até uma região de mata e naquele local a mataram com dois disparos de arma de fogo em seu abdômen, e abandonaram o cadáver em meio à mata, sendo seu corpo localizado, aproximadamente oito dias após a morte.

Consta ainda nos autos que, no dia em que a vítima desapareceu esteve em um estabelecimento comercial. Segundo informações prestadas pela proprietária, ela chegou no início da noite, lá já se encontravam alguns de seus conhecidos. Ela ficou no local até encerrar o expediente. Após sair dali, foi até outro bar na companhia dos acusados.