Veto se soma à proibição de comercialização de armas, drogas ou bebidas alcoólicas.

O Facebook proibiu a venda de animais vivos, sejam os de estimação ou os voltados para pecuária, na rede social e no Instagram.

O veto inclui ainda a comercialização de partes de animais, como pelos e peles. A regra foi estabelecida em uma revisão feita pelo Facebook de suas políticas para ofertas comerciais. No documento, liberado no domingo (19), a rede social ressaltou a proibição de ofertas de armas e munições de qualquer tipo, drogas ilegais, prescritas ou recreativas, produtos para público adulto, bebidas alcoólicas ou que sejam relacionados a jogos de azar.

A rede social também esclareceu em que situações podem ser vendidos produtos relacionados a animais.

O que não pode ser vendido:

  • Animais vivos;
  • Animais de estimação;
  • Animais para pecuária;
  • Partes de animais, como peliça, pele ou pelo de animal.

O que pode ser vendido:

  • Jaulas para animais;
  • Produtos para animais, como brinquedos e coleiras;
  • Serviços veterinários;
  • Cuidados Pessoais;
  • Serviços de embarque.

As regras valem para as diversas áreas do Facebook, como:

  • Marketplace (que reúne ofertas de pequenos vendedores);
  • grupos de compra e venda;
  • nas seções de comércio eletrônico de Páginas;
  • e nas publicações de produtos no Instagram Shopping.