Condenado a 12 anos por estupro é executado com dois tiros na cabeça

Homem condenado a 12 anos de prisão pelo crime de estupro foi executado, na madrugada desta terça-feira (6), com dois tiros na cabeça em Várzea Grande. Vagner Antônio Paris, 30, foi solto em setembro do ano passado e ainda utilizava tornozeleira eletrônica.

A vítima possuia também passagens por crimes de receptação, tráfico de drogas, conforme a Polícia Militar.

O assassinato ocorreu por volta das 5h, na rua Cáceres, do bairro Mapim. Moradores ligaram para a polícia informando sobre um homem caído no chão. No local, os moradores relataram ter ouvido gritos e que teriam visto um veículo deixando o corpo.

Equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes de Várzea Grande, onde a polícia constatou 3 passagens criminais da vítima, pelo crime de recetação, tráfico de drogas e estupro seguido de roubo e sequestro.

Pelo crime de estupro, Vagner foi condenado à 12 anos de prisão em regime fechado e ao pagamento de 72 dias-multa. Ele foi preso em outubro de 2014 e ficou no Centro de Ressocialização de Várzea Grande até o último mês de setembro, quando saiu sob monitoramento eletrônico.

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) abrirá inquérito para investigar o motivo do assassinato. Nenhum suspeito foi identificado até o momento.