O avô que é suspeito de matar a própria neta de 1 ano atropelada, ao dar ré na caminhonete que ele dirigia, em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá, vai responder pelo crime em liberdade. A menina de 1 ano morreu no sábado (2) ao ser atropelada pela caminhonete dirigida pelo avô dela.

O avô, de 33 anos, não teria visto a menina atrás do automóvel e a atingiu quando se preparava para ir trabalhar.

De acordo com a Polícia Civil, o avô, que trabalha como pedreiro, foi autuado no mesmo dia pelo crime de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) na direção de veículo e colocado em liberdade. Ele vai responder pela investigação, inicialmente, em liberdade.

O acidente

O acidente ocorreu em uma casa no Bairro Santa Marta. Os policiais militares foram, inicialmente, até o Hospital Municipal de Guarantã do Norte, onde foram comunicados pela médica plantonista que a criança já chegou morta na unidade de saúde.

A médica afirmou que tentou reanimar a menina, mas os ferimentos eram muito graves. A PM foi até a casa da vítima e encontrou o avô no local. Ele contou que estava saindo de casa para trabalhar e deu ré na caminhonete, que estava estacionada na parte exterior da residência.

O tio da criança socorreu a vítima até o hospital, onde os médicos contataram a morte da menina. O avô foi detido e levado para a delegacia da Polícia Civil, onde foi liberado depois de ser autuado.