O Cabo PM foi detido na madrugada do dia 28 de Abril, quando uma Guarnição PM retornava do município de Carlinda, onde prestou apoio à uma ocorrência de tentativa de arrombamento em caixa eletrônico.

Detido na madrugada do dia 28 de Abril, por conduzir veículo sob influência de álcool e receptação, mantido recluso no Quartel do IX Comando Regional desde então, no final da tarde desta segunda-feira (12) o Cabo da PM Pablo Rubens de 37 anos, lotado no 8º Batalhão de Polícia Militar em Alta Floresta, recebeu o Alvará de Soltura.

Conforme apurado, o Alvará de Soltura foi concedido diante os motivos da prisão. Na ocasião de sua prisão, cinco vítimas compareceram na Delegacia de Polícia Judiciária Civil, reconhecendo produtos eletrônicos encontrados na casa do militar. O Cabo foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação e conduzir veículo sob influência de álcool.

O militar continua sendo investigado pela Polícia Judiciária Civil, oito crimes de receptação foram atribuídos a ele. Após algumas denúncias, antes de sua prisão, o militar já estava sendo investigado pelo Conselho de Disciplina da Polícia Militar.

O caso

Pablo Rubens, foi detido na madrugada do dia 28 de Abril, quando uma Guarnição PM retornava do município de Carlinda, onde prestou apoio à uma ocorrência de tentativa de arrombamento em caixa eletrônico.

A prisão aconteceu às 05h da manhã após o militar ser abordado em um estabelecimento comercial. “Durante este trabalho de investigação foi feitos algumas rondas, justamente para dar atendimento a outra ocorrência aqui em Alta Floresta, e foi deparado justamente com este policial, ainda na madrugada, em um estabelecimento comercial ingerindo bebidas alcoólicas”, apontou Tenente Coronel Luiz, em entrevista coletiva à imprensa local na ocasião da prisão, frisando que foi então acionado o Major Costa Castro que fez o acompanhamento. “Foi constatado em primeira mão a alteração deste policial com a abordagem da PM”, destacou o Comandante.

Servindo a corporação há 15 anos, na residência do militar foram encontrados produtos de procedência duvidosa, eletrônicos, e materiais envolvidos em crimes de arrombamentos. “Três casos confirmados. Ainda não se sabe qual é o grau de participação dele nestes eventos, diretamente no furto destes produtos, isso carece ainda de investigação, nós temos confiança entregando esta ocorrência para a Polícia Civil que ela vá realmente a fundo neste caso, para esclarecer e levar à sociedade o que de fato está acontecendo”, pontuou o Tenente Coronel.

De acordo com o Comandante, a conduta do Cabo PM já vinha sendo apurada pelo Conselho de Disciplina há cerca de seis meses, um processo de exclusão estava sendo cogitado. Na residência do militar foram encontrados produtos que o ligam a três crimes, folhas de cheque subtraídas em roubo em uma farmácia no centro do município ocorrido em 2016. Eletrônicos levados em furto no início deste ano, que teve como vítima outro militar. Em março uma tentativa frustrada de roubo em uma caça e pesca no centro do município, na ocasião a movimentação foi notada pelo rádio operador na Central de Operações, e um veículo foi apreendido, algumas armas recuperadas e outras apreendidas. A chave deste veículo foi encontrada entre os pertences do militar detido nesta madrugada.