O lateral Weverson e o atacante Paulinho garantiram a classificação da seleção brasileira, que encara a Inglaterra na próxima fase.

A seleção brasileira sub-17 superou neste domingo a Alemanha e garantiu vaga nas semifinais da Copa do Mundo da categoria em Calcutá, na Índia. Em um confronto extremamente equilibrado, a equipe canarinha superou um péssimo primeiro tempo para dominar a etapa final e despachar o adversário por 2 a 1, de virada. O atacante Jann-Fiete Arp, de pênalti, abriu o placar para a Alemanha, mas o lateral-esquerdo Weverson, do São Paulo, e o atacante Paulinho, do Vasco, fizeram os gols da classificação.

Com a vitória, o Brasil terá pela frente na quarta-feira, às 9h30 (de Brasília), a Inglaterra, que eliminou no sábado os Estados Unidos ao golear por 4 a 1. Quem passar, encarará na decisão do Mundial o vencedor da outra semifinal, entre Espanha e Mali, também na quarta.

No primeiro tempo, o Brasil sofreu pressão dos alemães. Aos 19 minutos, em bobeada do sistema defensivo do Brasil, Arp invadiu a área e a sobra ficou com Yeboah. Esperto, o atacante tentou o corte para cima de Lucas Halter, que deu carrinho e cometeu o pênalti. Arp foi para a cobrança e abriu a vantagem para o time europeu.

O empate veio aos 25 minutos do segundo tempo, com a jogada começando nos pés de Alanzinho, camisa 10 e promessa do Palmeiras. O meia de 17 anos, que já estaria apalavrado para se transferir ao Real Madrid, tabelou com Lincoln e tocou na esquerda para Weverson. O lateral chegou batendo forte sem chances para o goleiro.

O gol embalou ainda mais o Brasil, que não virou aos 30 minutos porque Lincoln perdeu outra chance incrível, sozinho na área. Mas no minuto seguinte, Paulinho recebeu na intermediária e encheu o pé, no canto esquerdo de Plogmann, para marcar um golaço. Restou à equipe, então, se fechar e suportar a pressão dos minutos finais para garantir a classificação.