Servidores alegam estar sendo prejudicada por já ter apresentado projeto de reestruturação ao governador e deputados estaduais e nada ter sido feito.

Servidores do Poder Executivo Estadual vão paralisar as atividades por 72 horas em Mato Grosso. Além disso, o Sindicato dos Profissionais da Área Meio (Sinpaig) convocou um ato público a ser realizado nesta segunda-feira (31) em prol do realinhamento de salários e contra a PEC do Teto dos Gastos, que inclusive, já foi aprovada em sessão pela Assembleia Legislativa. O ato está marcado para às 12h em frente ao saguão da Secretaria de Fazenda do Estado (Sefaz-MT).

De acordo com o Sinpaig, a classe optou pela deliberação da paralisação em função das reinvindicações de carreira que não estão sendo atendidas como prevê a lei 10.212/2014.

Durante assembleia geral, a categoria discutiu o realinhamento de salário, sendo um dos pontos mais relevantes do encontro, tendo em vista que os trabalhadores que integram o Poder Executivo alegam estar extremamente prejudicados em nível de tabela comparado a outros estados da federação.

Contudo, o sindicato destaca a pauta de reinvindicações bem como o projeto de reestruturação de carreira já foi apresentado há muito tempo ao governador Pedro Taques (PSDB) e aos deputados “ativos”, uma vez que os Profissionais da Área Meio atuam em todas as Secretarias e Órgãos que compõem o Poder Executivo em número bastante expressivo.

Para os servidores estaduais, os governantes estão ignorando a situação pela qual veêm passando, por desobedecer o que determina a legislação no que se refere a Isonomia Salarial, que ainda vem provocando conflitos sérios e desmotivando profissionais.