No lugar, emissora apostará em novo formato, baseado nos samba enredo das escolas que desfilam no Rio e em São Paulo.

Sem passistas, rainhas de bateria, mestre-sala ou porta-bandeira, as vinhetas de Carnaval da Globo sofrerão cortes em 2018. Até este ano, a emissora costumava gravar uma “palhinha” da apresentação das escolas de samba do Rio de Janeiro e São Paulo, por volta de novembro, e transmiti-las entre a programação de janeiro e fevereiro do ano seguinte.

Para a próxima edição, no entanto, o canal investirá em um novo conceito, sem a necessidade de organizar — e bancar — uma apresentação antes do desfile em si. “As vinhetas do Carnaval 2018 terão um novo conceito, em que o samba enredo será o protagonista”, explicou a assessoria de imprensa da Globo a VEJA.

A mudança é vista no mercado como uma medida de corte de gastos. A emissora, que diante da crise, estaria com dificuldades para fechar as cotas de patrocínio para o próximo Carnaval. Contudo, a Globo não confirmou a hipótese