Um menino, de 10 anos, que mora em Sorriso, foi espancado pelo próprio pai, e precisou fugir de casa. O acusado teria utilizado uma pá, corrente e até um pedaço de madeira para golpear a vítima.

As agressões resultaram em diversos hematomas pelo corpo da criança e teria acontecido no fim da manhã de ontem (29).

O Conselho Tutelar de Sorriso, onde o fato aconteceu, foi quem denunciou o caso. Uma profissional informou à equipe do Cidade Alerta que o acusado foi detido em flagrante.

“A mãe do menino mora em Paranaíta e está vindo pegar a criança. Ela se mostrou preocupada e liga a todo momento”, comentou.

Já o agressor, que cria um cachorro, pediu ao conselho que o animal fosse solto, já que ele deve permanecer detido. “Está mais preocupado com o animal do que com o filho”, relatou.

O caso se enquadra na Lei Menino Bernardo, que estabelece como direito da criança e do adolescente serem educados e cuidados sem o uso de castigos físicos ou de tratamento cruel ou degradante.

Agressões constantes

A criança contou ao Conselho Tutelar que teve de pular o muro de casa para escapar das agressões do suspeito, que tem 46 anos.

Após conseguir fugir, ele pediu ajuda em uma loja da cidade.

O menino relatou que as agressões são constantes e que, na última segunda-feira, recebeu socos e chutes no rosto.

Consta no boletim de ocorrência que o pai ainda atingiu o rosto da criança com uma pá.

Em outros dias, o menino também foi agredido com golpes de madeira e corrente, o que o deixou com hematomas visíveis pelo corpo.

Enquanto o boletim de ocorrência era confeccionado, o suspeito chegou ao local visivelmente alterado.

Os policiais então deram voz de prisão a ele, que foi conduzido para uma cela que fica na delegacia.