imagesPor incrível que pareça, justamente estes ambientalista tendo como chefe a ex-Ministra Marina Silva, que proibia grande lagos na construção de novas hidrelétricas no Brasil, para evitar desmatamento, onde varias foram construídas na lamina da água, conseqüentemente sem possibilidade de grande potência energética e reservatório, para enfrentarmos as estiagens, como esta ocorrendo. Conseqüentemente o preço da energia subiu astronomicamente, se não bastasse, estamos sujeito a racionamentos.

Os prejuízos que Marina Silva e seus adeptos estão causando ao povo brasileiro são simplesmente incalculáveis e não tem como corrigir o mal feito. É preciso que o governo reveja este grande erro e liberem e incentivem a construções de grande lagos para hidrelétricas e reservatórios para fornecimento de água as grandes cidades.

Estes açudes devem ser incentivados também próximos a rios que abastecem as grandes cidades, desviando parte do leito, para termos reservatórios reservas, que supram as necessidades em caso de longas estiagens.

Todo e qualquer açude traz grandes benefícios nos dando uma ótima umidade do ar, como servem para criação de peixes, criação de gado, irrigação de lavouras, hortas e produção de frutos, proporcionando turismo elevando a qualidade de vida e quando possível, nos fornecendo energia. Demais a mais, ninguém neste mundo, vive sem a majestade, a água.

Espera-se que tais ambientalistas levem de lição a penúria, que a população das grandes cidades passou pela falta de água e os grandes gastos que todo o povo brasileiro tem, com o aumento da energia elétrica. Tem mais, uma hidrelétrica em que se leva três anos para construir, o Ministério De Meio Ambiente leva vergonhosamente três anos para dar a licença ambiental.