Como resultado, cerca de 13 empresas chinesas visitarão o Estado para decidir que investimentos deverão realizar.

A pós o Mato Grosso Investment Fórum, realizado nesta quarta-feira (08.11) em Pequim, na China, a comitiva de Mato Grosso, liderada pelo governador Pedro Taques, promoveu algumas rodadas de conversas com investidores, resultantes da palestra do governador sobre as potencialidades e números do Estado.

Como resultado, cerca de 13 empresas chinesas visitarão Mato Grosso para decidir que investimentos deverão realizar.

Mineração, energia e alimentos foram os setores que mais se destacaram nas rodadas de reuniões com os investidores chineses. Só no setor energético foram realizadas 15 reuniões e marcadas quatro agendas em Mato Grosso para discutir o assunto.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Carlos Avalone Júnior, explica que o Brasil é visto como um dos maiores potenciais para investimentos e, Mato Grosso ainda mais. “Dentro do brasil eles enxergam Mato Grosso como o que costumamos chamar de ‘A Bola da Vez’, quer dizer, todas as grandes empresas já estão com um pé no Estado”.

O interesse em aumentar a parceria entre o Estado e a China foi fortalecido com o visita, especialmente após tomarem conhecimento da economia do Estado.

“Antes de ver a palestra do governador, muitos deles só conheciam do Brasil o futebol e hoje disseram ter ficado impressionados com a palestra e os números do Estado, de forma que poderão amadurecer os investimentos no Brasil. Ficou muito claro para todos nós que há uma vontade impressionante das industrias chinesas por informações, em relação ao Brasil, especialmente em relação a Mato Grosso. Eles avaliam a questão da segurança alimentar como um processo fundamental e Mato Grosso tem todas as condições de ser um grande parceiro”.

Além disso, Avalone explica que há muitas industrias que querem vir para Mato Grosso discutir investimentos e que já estão com mercadorias no porto, ou seja, muito mais adiantadas do que era esperado.

A profissionalização acelerada na China foi um dos pontos destacado pelo secretário, que compara a situação com o cenário de 20 anos atrás, quando esteve no país também.

Para facilitar a divulgação da economia mato-grossense, o governo de Mato Grosso assinou, ainda, uma parceria com o Ministério do Comércio da China, onde eles irão disponibilizar no site oficial todas as informações sobre Mato Grosso para os investidores chineses.