Aos 59 anos e muito debilitada, Mama recebeu a visita do velho amigo e a sua reação ao vê-lo é de marejar os olhos.

chimpanzé Mama emocionou a internet nesta quarta-feira com um registro de um encontro com seu primeiro amigo humano. Mama morreu no ano passado, mas um vídeo de sua última semana de vida voltou a rodar nas redes sociais e as pessoas não estão sabendo lidar com tanto amor.

O professor Jan Van Hooff fundou a colônia de chimpanzés no zoológico Royal Burguers em Arnhem, na Holanda, na qual Mama era a matriarca – e Van Hooff, seu primeiro cuidador. No ano passado, aos 59 anos e muito debilitada, Mama recebeu a visita do velho amigo e a sua reação ao vê-lo é de marejar os olhos.

Quando Mama percebe a presença do amigo, o abraça inúmeras vezes e passa a mão nos cabelos de Jan.

Será que a chimpanzé é capaz de reconhecer o amigo de longa data?

De acordo com Carolina Rocha, especialista em comportamento animal e CEO da Pet Anjo, a ciência ainda não conseguiu comprovar que esses animais conseguem efetivamente reconhecer um humano. “É possível que sim, a chimpanzé realmente sinta a proximidade de uma pessoa que já conhece. No entanto, isso fica apenas na possibilidade.” 

A especialista ainda alerta para um comportamento muito comum dos humanos: o de ver os animais pela lente projetiva. “Quando vemos esses vídeos de encontros emocionantes entre os animais e tutores, é comum tentarmos projetar algo que gostaríamos que tivesse acontecido”, afirma ela ao #VirouViral.

Mesmo que a ciência ainda não tenha conseguido provar que animais realmente identificam seus amigos humanos, encontros como o de Mama e Jan Van Hooff continuam trazendo belos exemplos de amizade e amor nas redes sociais.