Organizadora admitiu falhas na confecção de envelopes devido a cola utilizada. Maioria de candidatos vieram de outros estados.

Candidatos que realizaram a primeira fase da prova para delegado neste domingo (08), em Cuiabá, denunciaram suposto vazamento de gabarito e falhas quanto à fixação de lacre, que por certame é completamente obrigatório.

Fotos e filmagens foram divulgadas nas redes sociais e rapidamente se espalharem por grupo fechados de whatsapp. O fato gerou polêmica já que na maioria desses grupos são formados por concurseiros de todos os Estados.

Uma candidata que veio de fora chegou a formalizar a denúncia no Ministério Público de Mato Grosso (MPE-MT), requerendo a completa anulação do certame.

A prova foi aplicada pela Cebraspe – Cesp/UnB e conforme descrito no edital não era permitido uso de celular ou qualquer outro tipo de dispositivo descaracterizado ou de aspectos eletronicos.

O concurso para delegado no Estado teve a inscrição de mais de 13 mil inscritos, com salário inicial de R$ 19 mil. Haja vista que maioria dos concorrentes vieram de fora do estado.

Por meio de nota, a Cebraspe informou que “o  malote que carregava as provas permaneceu com seu lacre de aço intacto até o momento da abertura frente aos candidatos”.

Veja a nota da organizadora do concurso:

“O Cebraspe informa que a primeira fase do concurso público para o cargo de Delegado da Polícia Judiciária Civil do Mato Grosso (PJC/MT) – a aplicação das provas escritas objetivas e escrita dissertativa – ocorreu com sucesso em Cuiabá (MT).

Este Centro informa que os envelopes de prova são confeccionados de plástico e, no momento que são lacrados, podem acabar com leves rugas devido à cola utilizada. O malote de provas, que carrega os envelopes até as salas, permaneceu com seu lacre de aço intacto até o momento da abertura frente aos candidatos.

Quanto às imagens que circulam nas redes sociais, o Cebraspe ressalta que, conforme regras editalícias, os candidatos que usarem celulares ou smartphones dentro das salas de provas, dentre outros aparelhos eletrônicos, serão eliminados do concurso.”