O recado nos cartazes é para Michael Temer e a modelo brasileira de renome internacional Gisele Bündchen, que foi a principal articulista via redes sociais do veto presidencial e uma das principais ativistas ambientais, juntamente com outros artistas.

Desde a semana passada, protestos são realizados na BR 163, rodovia que corta o sudoeste do Pará por agricultores, comerciantes, pecuaristas e outros segmentos contrários ao veto do presidente Michel Temer à medida provisória 756, que alterava os limites da Floresta Nacional do Jamanxim. Os manifestantes defendem a utilização comercial de parte da área.

Os bloqueios na BR-163 ocorrem nesta quarta-feira no KM 1000 município de Novo Progreso, informou a organização. O recado nos cartazes é para Michael Temer e a modelo brasileira de renome internacional Gisele Bündchen, que foi a principal articulista via redes sociais do veto presidencial e uma das principais ativistas ambientais, juntamente com outros artistas.

Os protestos devem continuar, segundo a Polícia Rodoviária Federal, pelo menos até sexta-feira, prejudicando a logística das empresas que estão levando os grãos, principalmente do Mato grosso, para os portos de Miritituba. 

“Essa situação é uma situação onde a logística não tem como trabalhar. Requer planejamento, contratação, agendamento de fluxo de embarques. Da forma como está hoje, o setor não consegue trabalhar”, disse Daniel Furlan Amaral, da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Conforme os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgados nesta terça-feira, o país deve produzir em 2016/17 cerca de 65,6 milhões de toneladas de milho de segunda safra, em fase de colheita, bem acima das 40,77 milhões de toneladas de 2015/16.

Quinta-feira 

Segundo os organizadores dos bloqueios, nesta quinta-feira (13-07) o protesto será na comunidade Alvorada cerca de 30km de Novo Progresso, inicia ás 7h da manhã é vai ficar fechada a rodovia por 24h.